Information icon.svg

Nominations for the RationalMedia Foundation 2020 board of trustees election are now open!

Draft:Argumento

From RationalWiki
Jump to: navigation, search
This is a draft that anyone is free to edit as they would a mainspace page.


Part of the series on
Logic and rhetoric
Icon logic.svg
Key articles
General logic
Bad logic

Na lógica, um argumento ( do latim argumentum: "prova, evidência") é uma série de proposições e afirmações conectadas, chamada de premissas, que almejam prover suporte, justificação e evidência de outra afirmação, a conclusão.

Argumentos dedutivos[edit]

Um argumento dedutivo afirma que a truth da conclusão é uma consequência lógica (C) das premissas (p); um argumento dedutivo afirma que a verdade da conclusão é suportada pelas premissas. Argumentos dedutivos são julgadas pelas propriedades da validity e soundness. Um argumento é válido se e somente se a conclusão é a consequência lógica das premissas. Um argumento sólido é um argumento válido com premissas verdadeiras. Por exemplo, nesse silogismo, o que segue é um argumento válido (por causa que a conclusão vem das premissas) e, também, sólido ( porque, adicionalmente as premissas são verdadeiras) :

P1: Todos os gregos são humanos.
P2: Todos os humanos são mortais.
C: Portanto, todos os gregos são mortais.

Argumentos inválidos envolvem muitas fallacies que não satisfazem a ideia de que um argumento deve deduzir uma conclusão que é logicamente coerente. Um exemplo comum é non sequitur, onde a conclusão é complentamente disconectada das premissas.

Nem todos os argumentos falaciosos são inválidos. Em um circular argument, a conclusão "é", na verdade, uma premissa, então o argumento é trivialmente válido. Se ele é pouco informatio, porém, ele realmente não prova nada.

Em debates e discursos[edit]

Na prática diárias um argumento pode ser estruturado em pontos de discussão, que irão ajudar a prover esteio para o argumento. Pontos de discussão baseados numa realidade distoricida ou falsa são frequentemente utilizados na propaganda e debates políticas com uma línguagem chula que irão mover o curso do debate para uma conclusão predeterminada. Tais táticas transformam um argumento em manipulação emocional ("discutir") é oposta ao exercício lógico ('debater')I[1]

Ver também[edit]

Quer ler isso em outra língua?[edit]

If you're looking for this article in English, it can be found at Argument.

Argumento es la versión en español de este artículo.


Referências[edit]